23.2 C
Catanduva
quarta-feira, julho 17, 2024
spot_img
InícioDestaquesAtletas de Rio Preto são convocados para Seleção Paulista do Interior de...

Atletas de Rio Preto são convocados para Seleção Paulista do Interior de Rugby

Oito atletas do time de Rugby de Rio Preto foram convocados nesta semana para compromissos com a Seleção Brasileira Paulista do Interior. Jonathan Fernandes Carvalho, Edivaldo Cosenza Scamardi, Bruno de Melo Zanini, Christian Eden Martins, Rodrigo da Silva Facondini, Márcio Rodrigo Pereira, João Vitor Brandemarte dos Santos e Eduardo Vilela de Andrade participarão de campeonatos com a Seleção Masculina da modalidade XV (relativa ao número de jogadores).

“Vejo a convocação como uma oportunidade, já que nunca havíamos sido chamamos antes para integrar uma seleção paulista do interior. A expectativa é extremamente positiva, ainda mais por poder representar o nosso estado e levar o nome de São José do Rio Preto”, disse Christian Eden Martins, atleta e presidente do time.

Dos 8 atletas convocados, seis serão efetivados na seleção. Eles embarcam para a cidade de Ribeirão Preto na próxima semana, já que realizam um treino no município no dia 2 de novembro. A primeira disputa dos novos integrantes da seleção será no dia 11 de novembro, também em Ribeirão Preto contra uma equipe selecionada da região centro-oeste.

A equipe do Rio Preto Rugby está vinculada a Secretaria de Esportes e Lazer, recebendo auxílio atleta, transporte e empréstimo de campos para treinos e partidas.

O que é o Rugby?
Rugby, ou rúgbi, é um jogo em que os jogadores devem conduzir a bola oval é com os pés ou com as mãos até a linha de fundo do campo.

O objetivo principal é fazer um try, que consiste em passar com a bola através da linha de fundo e encostá-la no chão.

Trata-se de um esporte que exige muita resistência, força, habilidade e estratégia dos seus jogadores. Para a sua prática, é obrigatória a utilização de protetores bucais.

Regras
Num campo que mede 100m x 70m, a duração de um jogo de Rugby é diferente em cada uma das suas versões. Na versão Rugby XV, com 15 jogadores, o jogo é disputado em 2 tempos de 40 minutos. Por outro lado, na versão Rugby Sevens, com 7 atletas, o jogo é disputado em 2 tempos de 7 minutos.

No Rugby, os passes com as mãos só podem ser feitos para os lados ou para trás. Por outro lado, os passes para frente só podem ser realizados com os pés, o que é muito mais difícil de ser completado com sucesso, pois o colega da equipe precisa conseguir agarrar a bola para manter a posse.

O tackle, que é a jogada em que se derruba um jogador, só pode ser realizada no jogador que tem a bola. Derrubar um jogador que não tenha a posse de bola é uma penalidade. Assim, como também é penalidade, derrubar um jogador com a bola na linha do peito para cima.

Outras causas de penalidade são obstruir a passagem de um jogador da equipe adversária ou um jogador segurar a bola quando cai ao chão.

O início do jogo, tanto na primeira parte quanto na segunda, é feito mediante um chute na bola no centro do campo. No reinício do jogo, no Rugby XV, quem dá o pontapé na bola é a equipe que sofreu pontos, enquanto no Rugby Seven, o pontapé é dado pela equipe que marcou pontos.

Como fazer pontos?
O try, que consiste em ultrapassar a linha do gol (linha do H) da equipe adversária, a fim de colocar a bola no chão, é a jogada que vale mais pontos. Importante destacar que a bola deve ser colocada no solo de forma proposital.

Ao marcar um try, a equipe garante o direito de chutar entre as traves, o que vale dois pontos extras. Se o chute for convertido corretamente, a jogada é chamada de conversão.

Outro momento em que a equipe tem a possibilidade de chutar para a trave é no chute de penalidade, que vale 3 pontos. Isso acontece quando uma falta grave é cometida contra a equipe e o jogador chuta a partir do local em que ocorreu a infração.

Por fim, o drop goal vale 3 pontos e consiste em chutar a bola para a trave, que deve passar por cima do travessão horizontal, no decorrer do jogo. Essa ação pode ser feita em qualquer parte do campo e momento do jogo. Contudo, geralmente acontece quando o jogador está perto da trave adversária, tem um bom chute e está com relativo espaço para arrematar a bola.

O rugby sofreu várias alterações ao longo dos anos. Uma das mais importantes diz respeito à pontuação. No início, o try não valia nenhum ponto. Somente em 1886, ele começou a valer apenas 1 ponto. Em 1992, o try começou a valer 5 pontos e, hoje, é o lance que mais vale pontos.

Mariana Lachi
Mariana Lachi
Mariana Lachi - Jornalista com formação em Comunicação Social e Pedagoga. Experiência em um pouquinho de tudo: TV, rádio, revista, assessoria de imprensa e jornal impresso. Atua há mais de 20 anos com mídia.
ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -spot_img

POSTS POPULARES