16.7 C
Catanduva
quinta-feira, julho 18, 2024
spot_img
InícioRegiãoSão José do Rio PretoCastramóvel estará no Residencial Amizade a partir de segunda-feira

Castramóvel estará no Residencial Amizade a partir de segunda-feira

O Centro de Controle de Zoonoses, subordinado à Vigilância Ambiental da Secretaria Municipal de Saúde de Rio Preto, promove campanha de castração com ênfase na prevenção e combate à leishmaniose canina e esporotricose felina.

Esta etapa ocorrerá entre os dias 16 e 19, 23 e 26, 30 e 31 de janeiro, e de 1 a 3 de fevereiro, no “Centro de Iniciação Esportiva Jornalista Deva Pascovicci – CIE Residencial Amizade”, localizado na Rua Augusto da Silva, s/n°, Parque Residencial da Amizade.

As ações de castração de cães e gatos complementam um conjunto de atividades já desenvolvidas na região dos Residenciais Lealdade e Amizade durante os meses de dezembro de 2022 e janeiro de 2023, no qual foram realizados inquéritos e investigações sorológicas para diagnóstico da Leishmaniose Visceral Canina, vacinação antirrábica, investigação de esporotricose felina, feira de educação em Saúde Ambiental, entre outras ações de educação, investigação e controle em zoonoses.

Os animais previamente cadastrados no sistema de castração municipal (SACCF) que pertençam à região do Residencial Amizade terão prioridade. Também será feito cadastramento e agendamento para castração, de forma limitada, para os munícipes desta região que desejem castrar seu animal de estimação.

Leishmaniose visceral canina e humana

A leishmaniose visceral é uma doença grave, transmitida aos humanos e cães, através da picada do mosquito palha, que infecta animais e humanos com o protozoário Leishmania sp.

Os principais sintomas nos cães são apatia, perda de apetite, emagrecimento, feridas na pele, crescimento anormal das unhas e perda de pelos. Em fase avançada, os animais apresentam aumento abdominal, diarreia, vômito e sangramento intestinal.

Nos humanos, os principais sintomas são febre prolongada (mais de sete dias), emagrecimento, palidez, fraqueza, cansaço, aumento de baço e fígado, entre outros. Para detectar a leishmaniose, é necessário realizar exame laboratorial.

As principais orientações para prevenção à doença são: manter o quintal limpo e roçado, fazer poda para diminuir o sombreamento, manter lixo domiciliar ensacado até que seja recolhido, não usar fezes de animais para adubar hortas e vasos. É importante ainda colocar telas e mosquiteiro de malha fina e manter a saúde e higiene do cão, utilizando também a coleira repelente.

Caso haja suspeita de leishmaniose canina, a recomendação é comunicar o Centro de Zoonoses.Caso haja suspeita de leishmaniose humana, a recomendação é procurar atendimento médico para avaliação.

Mariana Lachi
Mariana Lachi
Mariana Lachi - Jornalista com formação em Comunicação Social e Pedagoga. Experiência em um pouquinho de tudo: TV, rádio, revista, assessoria de imprensa e jornal impresso. Atua há mais de 20 anos com mídia.
ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -spot_img

POSTS POPULARES