20.3 C
Catanduva
domingo, julho 14, 2024
spot_img
InícioCulturaCompanhia Cênica leva teatro, contação de história e dança a Praça das...

Companhia Cênica leva teatro, contação de história e dança a Praça das Rosas neste domingo, 12

Neste domingo, dia 12 de março, a partir das 16h, a companhia Cênica, de São José do Rio Preto, promove o lançamento do Projeto Território Cênico 2023 levando teatro, contação de história e dança à Praça das Rosas e à Sede Cênica, ambas no Jardim dos Seixas, com acesso gratuito e para todas as idades.  

Entre os destaques do evento realizado neste Mês das Mulheres estão dois trabalhos que homenageiam escritoras. Um deles é a contação de história “Quantas histórias te cabem?”, com a atriz Vanessa Palmieri, idealizadora do projeto, e direção de Linaldo Telles. O trabalho se inspira na vida e na obra da autora e professora rio-pretense Dinorath do Valle (1926-2004) para narrar os caminhos percorridos no processo de criação de uma obra. A personagem revela, de forma lúdica, dificuldades e conflitos constantes com o tempo.

Já “Bitita – Para Não Esquecer”, da Cênica, promove, em meio a brincadeiras, cantos e cantigas, misturando sonho e realidade em uma aventura da vida real, a aproximação de crianças e jovens com a vida e a obra da escritora e poeta mineira Carolina Maria de Jesus (1914-1977). No elenco-criador, Cairo Francisco, Christina Martins e Geovanna Leite. Anna Magalhães assina a dramaturgia, Fabiano Amigucci a direção e  figurino e Beta Cunha, direção de elenco.

Também na programação, o público poderá acompanhar a contação de história “A Maraca e a história dos astros”, com a artista e educadora Kelly Simão, que apresenta contos do povo indígena Kariri-Xocó, hoje habitante da região do baixo São Francisco.

Encerrando, tem o espetáculo de dança “movimento-afeto: fragmento 2”, dirigido por Mayk Santos, com interpretação de David Balt, Duda Martins e Paulo Esteves, na Sede Cênica, que fica a 50 metros da Praça das Rosas. O trabalho reflete sobre as relações afetivas entre pessoas pretas e seus atravessamentos estéticos, políticos e sociais.

Mais programação

Realizado desde 2016, o Projeto Território Cênico deu origem às companhias Território da Dança e Beradeiro e promove, além de apresentações artísticas, atividades formativas e de pesquisa.

A edição 2023 segue até setembro, oferecendo gratuitamente ao longo dos meses um total de nove ações formativas (como oficinas e webinários), e nove de difusão, nas áreas de cinema, contação de história, dança, música, performance, teatro e economia criativa.

O projeto é viabilizado pelo ProAC, Edital Espaços Culturais / Apoio à manutenção, reforma, ampliação ou modernização, ano de 2022. 

Sobre a Cênica

Coletivo teatral de repertório fundado em 2007, conta com onze espetáculos em circulação, concebidos para palco, rua, espaços alternativos e ambiente virtual. Ao longo de sua trajetória, suas pesquisas têm sido pautadas no teatro popular, na dramaturgia autoral, na música ao vivo enquanto elemento dramatúrgico e na ocupação de ruas e espaços não convencionais. Para além de suas produções artísticas, o coletivo mantém, em sua sede, o projeto Território Cênico, voltado à pesquisa, formação e difusão artística-cultural, e realiza a Mostra Cênica Resistências.

SERVIÇO:

Lançamento do Projeto Território Cênico 2022

Quando: Domingo (12/3), a partir das 16h

Onde: Praça das Rosas (Avenida das Hortênsias, Jardim dos Seixas, em frente ao Colégio Criarte) e Sede Cênica (Avenida das Hortênsias, 265, a 50 metros da praça)

Realização: Cênica, com apoio do Programa de Ação Cultural (ProAC)

Grátis

Mais informações: https://linktr.ee/CiaCenica

PROGRAMAÇÃO:

16h: “A Maraca e a história dos astros”, com Kelly Simão

Sinopse: Três mulheres procuram o velho sábio da aldeia para decifrar seus sonhos. Ele lhes conta a história e o significado da maraca para seu povo. Entre histórias, cantos e danças, os sonhos são revelados e as mulheres têm suas devidas curas interiores.

40 minutos. Livre. Praça das Rosas.

16h45: “Quantas histórias te cabem?”, com Vanessa Palmieri

Sinopse: Projeto de contação de histórias inspirado na vida e na obra da escritora Dinorath do Valle. Narra os caminhos percorridos no processo de criação de uma obra, permeado por situações inusitadas, memórias e histórias avulsas. A personagem revela, de forma lúdica, as dificuldades e os conflitos constantes com o tempo.

35 minutos. Livre. Praça das Rosas.  

17h30: “Bitita – Para Não Esquecer”, com Cênica

Sinopse: Quem não tem amigo mas tem um livro tem uma estrada.

E assim, em meio a brincadeiras, cantos e cantigas, o elenco traz para a cena a vida e a obra de Carolina Maria de Jesus. É como uma história contada em livro misturando sonho e realidade em uma aventura da vida real. É toda a palavra/potência de uma das maiores escritoras da literatura brasileira. E é também, imaginar possibilidades poéticas de aproximar crianças e jovens da estrada que é a Carolina.

“Ah, comigo o mundo vai modificar-se. Não gosto do mundo como ele é.”

45 minutos. Livre.  Praça das Rosas.

18h30: “movimento-afeto: fragmento 2”, com David Balt, Duda Martins e Paulo Esteves e direção de Mayk Santos

Sinopse: Como transformar em movimento os atravessamentos estéticos, políticos e sociais que envolvem as relações afetivas entre pessoas pretas?

Movimento afeto: fragmento 2 é uma tentativa de entender, reconhecer e celebrar esses afetos, revelando-os por meio da dança. Que nossas histórias sejam de luta, enfrentamento, mas também e, principalmente, repletas de amor.

30 minutos. Livre. Sede Cênica (a 50m da Praça das Rosas)

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -spot_img

POSTS POPULARES