23.2 C
Catanduva
quarta-feira, julho 17, 2024
spot_img
InícioPolíciaDetran-SP lança campanha de conscientização com foco na Festa do Peão de...

Detran-SP lança campanha de conscientização com foco na Festa do Peão de Barretos

A 68ª edição da Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos já começou, anunciada como um dos maiores eventos da América Latina. Com a premissa de conscientização dos participantes do mais tradicional rodeio do país, o Detran-SP lançou a campanha “Alô galera de cowboy, alô galera de peão: quem gosta de rodeio não mistura álcool e direção”, baseada em paródia de uma das mais conhecidas canções sertanejas.

As peças publicitárias da campanha reforçarão que, independentemente da quantidade de álcool ingerido, o seguro é não beber se for dirigir. E indica a adoção do comportamento “motorista da vez” para grupos de amigos que forem curtir a festa. “Quem beber, volta de carona tranquilão” é uma das recomendações destacadas nas peças da campanha, veiculadas em rádios, mídias sociais, portais e outdoors, com foco especialmente nos municípios do entorno de Barretos.

O argumento do Departamento Estadual de Trânsito é o mesmo que embasa a Lei Seca, também conhecida como “Tolerância Zero”, que completou 15 anos recentemente: a evidente redução dos reflexos dos condutores e o comprometimento da capacidade de reação de quem ingere bebida alcóolica. O motorista que consome álcool e dirige, além de colocar a própria vida em risco, também pode ferir e colocar outras pessoas em perigo.

“Já que a música faz parte do cotidiano de tantos cidadãos, especialmente dos frequentadores desta festa, optamos por lançar essa campanha educativa utilizando uma paródia de música conhecida do público para aumentar o poder de conquista e o impacto de nossas mensagens”, afirma o diretor-presidente do Detran-SP, Eduardo Aggio. Ele reforça que os esforços e as estratégias do órgão estão direcionados ao seu principal objetivo, o de preservação das vidas no trânsito.

Outras ações na Festa

Além da campanha com a música, o órgão estadual de trânsito ainda realizará durante a Festa do Peão blitz de conscientização, em parceria com a AMBEV, para incentivar o público a pensar no consumo consciente de bebida alcoólica, além da importância da ingestão de água e da alimentação durante esse consumo. Dessa forma, com essa parceria, reforçaremos a estratégia do motorista da vez, já que os frequentadores do evento, em sua maioria não residentes na cidade de Barretos, chegam até a festa por meios próprios, como os automóveis.

Nos onze dias de festa, o Detran-SP ainda apresentará um programa diário de rádio, com duração de 30 minutos cada, como um esquenta para a festa. Veiculado num pool de rádios da região, com horário de transmissão marcado para às 17h, os programas terão a participação de convidados e porta-vozes que abordarão temas relativos à segurança viária, com informações sobre a prestação de serviços oferecidos pelo órgão de trânsito paulista. Os episódios trarão ainda dicas e promoverão a conscientização do público em relação aos cuidados a serem tomados para a promoção de um trânsito seguro e eficiente em todo o Estado.

Foco constante na conscientização

Desde fevereiro, o Governo de São Paulo, por meio da nova gestão do Detran-SP, promove campanhas educativas com o intuito de conscientização para a diminuição de acidentes, seja no trânsito das cidades ou nas estradas. No Carnaval, a mistura fatal entre álcool e direção também foi enfatizada. O mote adotado foi “Palavras mentem. Números, não” para o slogan “Neste Carnaval, não dê desculpas. Se beber, nem pense em dirigir”. As peças demonstravam que não cabem desculpas esfarrapadas para justificar o injustificável, como a direção combinada ao álcool, pois ninguém está imune a tragédias.

Para a Semana Santa, em abril, o respeito aos limites de velocidade e manutenção prévia dos veículos foram as principais tônicas da campanha “Escute quem você ama, viaje com segurança”, com o objetivo de conscientizar os condutores sobre o respeito do limite de velocidade e às leis de trânsito, assim como da atenção à manutenção dos veículos antes de pegar a estrada no período do feriado. Já em maio, o foco da campanha sobre o Maio Amarelo foi “No trânsito, respeite a sua vida e a dos outros”, com o intuito de refletir diante de relatos reais de quem teve sua trajetória impactada por acidentes.

Na campanha mais recente, realizada durante as férias de julho, o órgão estadual utilizou-se do humor para enfatizar a importância de ações que podem parecer corriqueiras – como usar o cinto de segurança também no banco de trás, guardar o celular enquanto estiver dirigindo e evitar a soma de álcool e direção – mas que são condutas indispensáveis, especialmente nos períodos com maior movimento do ano, tanto nas estradas quanto nos municípios visitados por turistas. Só a partir de cuidados e respeito às leis de trânsito pelos motoristas é que a “morte” pode tirar férias.

Fiscalização da Lei Seca

Desde o Carnaval de 2013, o Detran-SP também contribui para o cumprimento da Lei Seca, conhecida como Tolerância Zero, coibindo casos de embriaguez ao volante por meio do Programa Operação Direção Segura Integrada (ODSI), fiscalizações realizadas em parceria com as polícias Militar, Civil e Técnico-Científica, focadas na redução e prevenção dos acidentes causados pelo consumo de bebida alcoólica combinado com direção. As campanhas educativas, assim como as fiscalizações de ODSI do Detran-SP, têm demonstrado impacto positivo nos indicadores de óbitos em função de acidentes de trânsito no Estado.

Tanto dirigir sob efeito de álcool quanto recusar-se a soprar o bafômetro são consideradas infrações gravíssimas, de acordo com os artigos 165 e 165-A do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Em ambos os casos, o valor da multa é de R$ 2.934,70 e o condutor responde a processo de suspensão da carteira de habilitação. Se houver reincidência no período de 12 meses, a pena é aplicada em dobro, ou seja, R$ 5.869,40, além da cassação da CNH.

Se o teste do bafômetro apontar um valor igual ou superior a 0,34 miligramas de álcool por litro de ar expelido, o infrator responderá na Justiça por crime de trânsito. Se condenado, poderá cumprir de seis meses a três anos de prisão, como prevê a Lei Seca.

Mariana Lachi
Mariana Lachi
Mariana Lachi - Jornalista com formação em Comunicação Social e Pedagoga. Experiência em um pouquinho de tudo: TV, rádio, revista, assessoria de imprensa e jornal impresso. Atua há mais de 20 anos com mídia.
ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -spot_img

POSTS POPULARES