30 C
Catanduva
domingo, junho 23, 2024
spot_img
InícioCulturaMulheres protagonistas dão o tom em ‘Dona Miúda para Menores’, espetáculo que...

Mulheres protagonistas dão o tom em ‘Dona Miúda para Menores’, espetáculo que a Companhia O que Será de Nós?! estreia sábado, na Represa, em Rio Preto

Com a proposta de mostrar para as crianças, por meio do riso e da brincadeira, que meninas também podem fazer, conhecer e ser o que elas quiserem, a Companhia O que Será de Nós?! estreia em São José do Rio Preto (SP) o espetáculo circense de rua “Dona Miúda para Menores”, interpretado pela atriz e palhaça Fernanda Missiaggia. A apresentação é gratuita e acontece neste sábado, dia 3 de dezembro, às 15h, no Parque da Represa (em frente ao AME), com tradução em Libras.
Sob direção de Adriane Gomes, professora e pesquisadora na Universidade Estadual de Londrina (UEL), a montagem conta com orientação artística da atriz, palhaça, pesquisadora e diretora Naomi Silman, do Lume Teatro, e da artista, pesquisadora e educadora Marilia Ennes, cofundadora da Cia ParaladosanjoS, ambas de Campinas.
Na peça, a palhaça surge em sua bicicleta carregada de surpresas para contar, entre pedaladas e brincadeiras, histórias de mulheres que mudaram e mudam o mundo com suas descobertas, ousadias e experimentos, a exemplo da cientista polonesa Marie Curie (1867-1934), da jogadora de futebol brasileira Marta, da tenista estadunidense Serena Williams e de muitas outras. “Queremos informar as crianças a potência e as possibilidades que elas possuem para crescerem sem limites e subverterem o sistema patriarcal, que limita a vivência da mulher a pressupostos de ser ‘bela, recatada e do lar’”, expõe a atriz.
Lançando mão do jogo e das ações físicas como elementos norteadores da narrativa, o trabalho se utiliza da palhaçaria feminina para fomentar a conscientização das crianças em relação à equidade de gênero e é um desdobramento da peça “Dona Miúda para Maiores”, estreada pela companhia em 2019, também com direção de Gomes, espetáculo para o público adulto. Agora, com “Dona Miúda para Menores”, a proposta é questionar, apresentar e subverter pressupostos que as crianças ainda se deparam acerca do feminino.
Diante dessa realidade, Missiaggia assinala que o próprio universo circense ainda é muito machista. “A palhaçaria feminina é um movimento que está em um crescente, mas que ainda é muito recente em comparado com os primórdios do circo. Um espetáculo de uma mulher/palhaça, que traz na sua encenação e dramaturgia características e referências de outras mulheres, potencializa este movimento tão importante na história do circo”, reflete.
A dramaturgia foi construída de forma simultânea à encenação e sua preparação para os números de palhaçaria contou com uma imersão em Campinas junto às orientadoras. Já a interação com a diretora se deu por meio de encontros presenciais e online.
Sobre a criação do espetáculo, Adriane Gomes observa ser necessário que o fazer artístico dialogue com o que nos inquieta, com as coisas que precisam ser mudadas na sociedade e em nós mesmas. “Difundir as conquistas de tantas mulheres que foram e são importantes para nossa humanidade é mais do que urgente, pois são muitas décadas de apagamento e até mesmo apropriações destes feitos. Isso nos ajuda a ampliar a potência do nosso fazer artístico e da nossa percepção de como devemos nos posicionar no mundo. É a partir dessa ideia que pretendemos abordar no espetáculo.”
No dia 14 de dezembro, às 10h, a companhia fará uma segunda apresentação em Rio Preto, dessa vez no CEU das Artes, no bairro Nova Esperança, fechada para crianças que frequentam o espaço. Além de Rio Preto, o projeto compreendeu apresentações em Bauru e Presidente Prudente, realizadas em novembro. Dentro do projeto, antes da estreia foram promovidas ainda duas ações reflexivas online. A primeira, o bate-papo “Figurino e Maquiagem para Palhaços e Palhaças”, com o ator e palhaço Bruno Cavalcanti, cofundador da Companhia O que Será de Nós?! junto a Missiaggia, responsável pelo figurino e maquiagem da palhaça Dona Miúda. A segunda foi a conversa “Palhaçaria Feminina”, com participação das orientadoras e mediação da diretora. Ambas continham disponíveis, sendo acessadas a partir do link https://linktr.ee/palhacadonamiuda.
O projeto é realizado por meio do ProAC Editais 10/2021, modalidade Circo / Produção / Grupos / Artistas individuais / Duplas (presencial e/ou online), do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa.

Sobre a O que Será de Nós?!
Fundada em 2014, em São José do Rio Preto, pelos atores Fernanda Missiaggia e Bruno Cavalcanti, a Companhia O que Será de Nós?! nasceu a partir da necessidade de ambos de aprofundar a pesquisa e a experimentação sobre a linguagem do cômico. Formados em Artes Cênicas na Universidade Estadual de Londrina (UEL), iniciaram a pesquisa principalmente através do palhaço ainda na graduação. A primeira montagem, “Adondedormem”, de 2016, tem direção do Ricardo Puccetti (Lume Teatro, de Campinas) e sua estreia aconteceu após um processo de pesquisa de cerca de um ano. O espetáculo circulou por cidades dos estados de São Paulo, Espírito Santo, Paraná e Ceará.
Em 2019, por meio do Prêmio Nelson Seixas, lei de incentivo local, a trupe montou o solo “Dona Miúda para Maiores”, dirigido por Adriane Gomes, o primeiro da palhaça, para adultos, cuja pesquisa se desdobra na atual e envolve a palhaçaria feminina e formas de colocar na cena, por meio do riso, questionamentos sobre equidade de gênero.

Sobre Adriane Gomes
Doutora em Artes da Cena (Unicamp), com doutorado sanduíche na Universitá Degli Studi di Milano. Mestre em Letras Orientais – Literatura e Cultura Russa (FFLCH- USP); graduada em Educação Artística – Licenciatura Plena em Artes Cênicas na UFSM/RS. Atriz pesquisadora do Núcleo de Pesquisa em Dança do Ator-PATUANÚ, coordenado por Carlos Simioni (Lume Teatro). Suas pesquisas estão relacionadas aos estudos da tradição teatral e a ressignificação destas na contemporaneidade, principalmente ao que se refere a commedia dell’arte e as manifestações do cômico. Em 2017, dirigiu a demonstração técnica de biomecânica teatral do ator Marcelo Bulgarelli, denominada “Feira das Ações”. Professora na área de direção teatral e jogos, orienta pesquisas relacionadas aos estudos do cômico e ministra oficinas, palestras e workshops relacionados ao estudo da palhaçaria, bufonaria e commedia dell’arte. Em 2019, assinou a direção do trabalho solo “Dona Miúda para Maiores”, da atriz e palhaça Fernanda Missiaggia (Cia o Que Será de Nós, São José do Rio Preto/SP). No ano de 2020, dirigiu a mini web série “Enquadrado”, do ator Matheus Moscheta, a partir do trabalho com a máscara inteira expressiva.

Sobre Fernanda Missiaggia
Bacharel em Artes Cênicas na Universidade Estadual de Londrina e pós-graduada em Gestão Cultural no Senac. É palhaça na Cia O Que Será de Nós?! e, na Cia Apocalíptica, é atriz, coordenadora de produção e preparadora corporal. Como professora de teatro trabalha em escolas de educação infantil e fundamental de São José do Rio Preto. Produtora executiva nas cias teatrais em que participa, tem experiência como coordenadora de produção em festivais presenciais e online. Pesquisa a contação de histórias utilizando da técnica do Kamishibai, assim como o teatro de formas animadas, principalmente o teatro lambe-lambe. Seu principal foco de pesquisa artística é o cômico, através da pesquisa com máscaras expressivas e, principalmente, por meio da palhaçaria.

Sinopse:
Astronauta, cientista, cantora, atleta, artista, palhaça…. tantas mulheres maravilhosas! Entre as pedaladas e as brincadeiras, Dona Miúda vai te contar sobre algumas mulheres, ou melhor, incríveis mulheres que mudaram e mudam o mundo com suas descobertas, ousadias e experimentos. Assim todo mundo fica sabendo o que, realmente, as meninas podem e andam fazendo.

Ficha técnica:
Direção: Adriane Gomes
Palhaça Dona Miúda: Fernanda Missiaggia
Orientação artística: Naomi Silman e Marília Ennes
Produção: Gabrielly Arcas
Figurino e ilustrações: Bruno Cavalcanti
Sonoplastia: Bárbara Poeta e Tonho Costa
Costureira: Elizete Mota
Assessoria de Imprensa: Graziela Delalibera
Design gráfica: Elissa Pomponio
Apoio: Echo Vintage, Cia Apocalíptica, FACE Bauru, Coletivo Galpão da Lua e Projeto de Pesquisa em Ensino Estudos do Cômico- MUT- CECA-UEL.

SERVIÇO:
“Dona Miúda para Menores”, da Cia. O Que Será de Nós?!
Data: 3 de dezembro, sábado, 15h
Local: Parque da Represa (em frente ao AME) – São José do Rio Preto/SP
45 minutos. Grátis. Livre. Tradução em Libras.
Mais informações: www.instagram.com/palhacadonamiuda

Fonte: Assessoria de imprens/Graziela Delalibera

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -spot_img

POSTS POPULARES