15.1 C
Catanduva
quinta-feira, maio 23, 2024
spot_img
InícioDestaquesProjeto usa Lego para ensinar deficientes visuais em escolas de Rio Preto

Projeto usa Lego para ensinar deficientes visuais em escolas de Rio Preto

A Secretaria de Educação de Rio Preto recebeu nesta segunda-feira, dia 19/2, uma equipe da Fundação Dorina Nowill para Cegos, de São Paulo, com a ex-primeira-dama do Estado de São Paulo, Ika Fleury, membro do conselho de curadores e Marie Oddoux, da Lego Foundation, empresa dinamarquesa, que acompanharam o trabalho desenvolvido com alunos cegos da rede municipal com uso de Lego Braille Bricks.

A programação teve início na escola municipal João José Féris, com o aluno Kaio Bernardo Magalhães, do 3º ano, utilizando o material em sala de aula. De acordo com a professora do Atendimento Educacional Especializado (AEE) que acompanha o aluno, esta é uma oportunidade de oferecer iguais condições de aprendizado entre todos da sala.

“Enquanto o professor regular apresenta o conteúdo, vamos trabalhando com o Kaio paralelamente. Ele ouve exatamente o que os demais alunos ouvem e tem a oportunidade de utilizar um material dedicado para atender exclusivamente a sua deficiência”, explicou a professora Joseane Garutti.

O Prefeito Edinho Araújo e a secretária de Educação, Fabiana Zanquetta, também acompanharam a visita. “Este é um governo que tem como uma das propostas, a inclusão em todos os segmentos, principalmente na educação. Com a globalização não existe mais distância entre as pessoas e, por isso, é fundamental oferecer todas as ferramentas para que se desenvolvam de forma igual”, disse o Prefeito.

O grupo continuou a programação fazendo uma visita no Instituto Riopretense para Cegos Trabalhadores (IRCT), instituição que mantém parceria com a SME no atendimento de alunos em contraturno escolar e também trabalha com o material Lego Braille Bricks.

Na parte da tarde, cerca de 50 professores do AEE participaram de um workshop ministrado pela Marie Oddoux, consultora do material, com o tema ‘Aprendendo Braile Brincando – Learning braille through play, sobre práticas para serem desenvolvidas e aplicadas em sala de aula.

Rio Preto é a única cidade, além de São Paulo, a receber este workshop. Segundo Ika Fleury, conselheira da Fundação Dorina Nowill para Cegos, a escolha da cidade aconteceu devido aos critérios seguidos, que envolvem, dentre outros, municípios com maior número de crianças matriculadas na rede municipal. No Brasil, o projeto está sendo desenvolvido em 86 cidades, porém, no interior de São Paulo, somente Rio Preto.

“Hoje já é possível avaliar os primeiros resultados de quando o projeto piloto foi implantado. Alunos que estão no 4° e 5° ano, que iniciaram as atividades no início do Ensino Fundamental, não apresentam nenhuma defasagem em relação aos demais alunos da mesma sala. Isso é muito gratificante”, relatou Ika Fleury.

Durante a abertura do workshop, a secretária Fabiana Zanquetta, falou sobre a importância de fazer parte desta programação. “Já é um privilégio poder utilizar esta metodologia com nossos alunos e receber este treinamento exclusivo para nossos professores é de uma importância imensurável”, disse.

Na rede municipal de educação atualmente estão matriculados nove alunos cegos, um aluno surdo-cego e 23 alunos de baixa visão. Todos eles são beneficiados com o material Lego Braille Bricks tanto em sala de aula quanto em salas de uso multifuncional da AEE nas escolas. A rede municipal utiliza este recurso desde 2022.

Mariana Lachi
Mariana Lachi
Mariana Lachi - Jornalista com formação em Comunicação Social e Pedagoga. Experiência em um pouquinho de tudo: TV, rádio, revista, assessoria de imprensa e jornal impresso. Atua há mais de 20 anos com mídia.
ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -spot_img

POSTS POPULARES