15.1 C
Catanduva
quinta-feira, maio 23, 2024
spot_img
InícioBrasilSEO e CRO para e-commerce: Como otimizar descrições de produtos e melhorar...

SEO e CRO para e-commerce: Como otimizar descrições de produtos e melhorar sua taxa de conversão

SEO para e-commerce não é apenas sobre atrair visitantes ao seu site, mas também sobre transformá-los em clientes fiéis. Em um mundo digital onde a concorrência é acirrada e o custo do tráfego pago está cada vez mais alto, destacar-se nas páginas de resultados dos motores de busca de forma orgânica, é essencial. 

No entanto, além de simplesmente atrair cliques, é crucial garantir que os visitantes encontrem o que estão procurando e sejam persuadidos a realizar uma compra. 

E uma das formas mais eficazes de alcançar isso é otimizar as descrições dos produtos, tornando-as não só amigáveis para os mecanismos de busca, mas também atraentes e convincentes para o consumidor. 

De acordo com Rafael da Cunha, CEO e fundador da Plataforma de E-commerce Climba, uma descrição bem elaborada pode ser a diferença entre um simples clique e uma conversão de venda bem-sucedida.

Abaixo, ele listou algumas dicas para gestores de e-commerces e empreendedores. 

Confira. 

1. A Arte da Descrição de Produtos em SEO:

a. Entendendo seu público-alvo:

Antes de toda ação, é essencial conhecer e entender seu público. As descrições dos produtos devem ser moldadas com base no que o público deseja e na forma como ele realiza buscas online.

b. Palavras-chave relevantes:

O especialista explica que identificar palavras-chave pertinentes ao seu produto é fundamental. “Além das palavras-chave tradicionais, as palavras-chave de cauda longa – frases mais específicas que os usuários podem pesquisar – podem ser particularmente valiosas, pois indicam uma intenção de compra mais clara”, comenta.

c. Conteúdo rico e útil:

Mais do que apenas listar características, a descrição do produto deve fornecer informações valiosas que respondam dúvidas e inseguranças dos clientes. 

“Imagens de alta qualidade e vídeos do produto podem complementar e enriquecer essa descrição, oferecendo ao cliente uma compreensão mais clara do que está adquirindo”, explica Rafael, da Climba. 

d. Evitando conteúdo duplicado:

Mesmo que dois produtos sejam muito similares, é vital que suas descrições sejam únicas. 

“Conteúdo duplicado pode ser penalizado pelos mecanismos de busca e também não oferece uma experiência personalizada ao cliente”, diz. 

2. Otimização da Taxa de Conversão (CRO) através do SEO:

a. Experiência do usuário:

Para manter o visitante no site e encorajá-lo a fazer uma compra, a experiência do usuário é fundamental. 

“Sites que são responsivos, têm tempos de carregamento rápidos e uma navegação clara e intuitiva têm maior probabilidade de reter e converter visitantes. É preciso lembrar que hoje mais de 60% das pessoas dão preferência ao celular nos acessos à internet”

b. Elementos de confiança:

Segundo Rafael, também é importante que os consumidores confiem no site antes de realizar uma compra. Certificados de segurança, selos de qualidade e avaliações positivas de clientes anteriores podem desempenhar um papel crucial nesse processo de construção de confiança. 

c. Calls-to-action (CTAs) claros:

O especialista alerta que uma vez que o visitante está interessado em um produto, é vital guiá-lo para a próxima etapa através de CTAs claros e bem posicionados, sejam eles “Comprar agora”, “Adicionar ao carrinho” ou qualquer outra ação relevante. 

“Esses pequenos detalhes parecem não ter tanta importância, mas essa ideia tem como base o estudo do comportamento do consumidor e se bem feita traz resultados ao longo do tempo”, explica. 

d. Métodos de Pagamento diferenciados:

Rafael comenta que oferecer boas formas de pagamento impacta diretamente na taxa de conversão do e-commerce. 

“Minha sugestão é que além das formas tradicionais que todo e-commerce possui, o lojista ofereça pagamentos diferenciados, como o pix + cartão de crédito, pix + 2 cartões de crédito e pagamento com 2 cartões de crédito”, diz o especialista. 

Por fim, em um cenário de e-commerce, SEO e CRO devem ser vistos como parceiros estratégicos na missão de impulsionar o sucesso do negócio. O primeiro serve como a fundação que garante visibilidade e atrai tráfego, mas é o segunda que capitaliza esse público, transformando visitantes em compradores e contribuindo para a fidelização de clientes. 

A otimização das descrições de produtos é um exemplo clássico onde SEO atrai o consumidor potencial, e CRO sela o acordo com uma experiência de compra convincente.

Para lojistas, a combinação de SEO com uma forte estratégia de CRO é essencial para não apenas dirigir o tráfego ao site, mas para converter esse movimento em vendas consistentes. 

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -spot_img

POSTS POPULARES