18.2 C
Catanduva
sexta-feira, junho 21, 2024
spot_img
InícioSaúdeSurto de meningite reforça alerta para vacinação em crianças

Surto de meningite reforça alerta para vacinação em crianças

A confirmação de surto da meningite na capital desperta alerta para ampliar a imunização contra a doença. A proteção deve ser reforçada principalmente em crianças.

O cooperado e infectologista da Unimed Catanduva, Arlindo Schiesari Júnior explica que a meningite é uma inflamação das meninges (membramas que envolvem o cérebro e a medula espinhal). A doença pode ser causada por vírus (meningite viral), bactéria (meningite bacteriana), fungos (meningite fúngica) e parasitas.

Os sinais e sintomas diferem da faixa etária. No caso de bebês é frequente o aparecimento de febre, mãos e pés frios, vômito e diarreia. A criança pode ser mostrar apática ou com irritabilidade e inquietação. O bebê também pode apresentar rigidez na nuca (com dificuldade para flexionar a cabeça), ficar sem apetite. Ainda podem surgir manchas vermelhas na pele, ter crise convulsiva, e ter a fontanela (moleira) abaulada. 

Em crianças maiores, adolescentes e adultos, os principais sintomas são: febre alta, dor de cabeça, vômito, rigidez na nuca, convulsão, dor nas articulações e aversão à luz.

O infectologista explica que a meningite viral é a que ocorre mais frequentemente, e em geral, evolui bem. Já a meningite bacteriana é uma doença grave, que pode ser causada por várias bactérias, entre elas, o meningococo (Neisseria meningitidis).

“No caso do meningococo, a infecção costuma ser bastante grave, com rápida evolução para o óbito. Existem diversos tipos (sorogrupos) de meningococo, sendo que os meningococos A, B, C, W135, X e Y causam a maioria das doenças em humanos”, ressalta o médico.

PROTEÇÃO
A vacinação é a principal forma de prevenção da doença meningocócica.  Schiesari reforça que as vacinas são seguras e eficazes (em média, mais de 95% dos vacinados ficam protegidos), mas completa: “ a proteção gerada pelas vacinas conjugadas (meningocócica C e ACWY) não é para toda a vida, portanto se faz necessária as doses de reforço. Além disso, é importante a aplicação da vacina meningocócica B (não disponível no SUS)”.

Crianças e adolescentes devem se vacinar normalmente, conforme calendário vacinal nacional. Os profissionais de saúde e as pessoas imunocomprometidas também devem receber a vacinação.

A Clínica de Vacinas da Unimed Catanduva, a Univacin, lançou neste mês uma campanha promocional com as vacinas de meningite ACWY e meningite B com ótimos preços e pagamento em até 6x no cartão para crianças a partir dos 3 meses e reforço em adultos acima de 60 anos. Outras informações no telefone (17) 3531-3141.

Mariana Lachi
Mariana Lachi
Mariana Lachi - Jornalista com formação em Comunicação Social e Pedagoga. Experiência em um pouquinho de tudo: TV, rádio, revista, assessoria de imprensa e jornal impresso. Atua há mais de 20 anos com mídia.
ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -spot_img

POSTS POPULARES