24.8 C
Catanduva
sábado, março 2, 2024
spot_img
InícioGastronomiaA força e a tenacidade feminina no mundo da gastronomia mineira

A força e a tenacidade feminina no mundo da gastronomia mineira

Por trás das histórias de sucesso de muitas instituições, existem diversas mulheres empreendedoras que contribuíram ativamente para isso. Segundo uma pesquisa da Global Entrepreneurship Monitor 2021 (GEM), realizada em parceria com o Sebrae, o Brasil possui 43 milhões de empreendedores, dos quais 45,6% são mulheres, ocupando a sétima posição no ranking mundial.

Na gastronomia, o brilho das mulheres arrojadas tem sido cada vez mais exacerbado, como consequência natural da visão empreendedora e do estilo de gestão de cada uma. Prova deste florescimento, é o restaurante Las Bambas, primeiro restaurante Tex-Mex para delivery da capital mineira.

Segundo sua fundadora e diretora operacional, Bruna de Almeida Silva, a ideia de ter um restaurante com esta característica começou em 2016. “Apesar de ser formada em nutrição, nunca  atuei diretamente na cozinha, uma vez que o meu trabalho era na área de nutrição para atletas”, conta a empresária. “A minha experiência na cozinha era preparar alimentação para minha família e para receber parentes e amigos em ocasiões especiais, e todos elogiavam”, completa.

A diretora operacional do Las Bambas relata que naquela época, vivia uma rotina profissional intensa e que, após sofrer um acidente em 2016, passou a repensar alguns pontos de sua vida. “Foi então que decidi abrir um restaurante, mas ainda não tinha certeza de como ele seria. Passei a participar dos cursos oferecidos pelo Sebrae para aprender mais sobre gestão de negócios e, um determinado dia, estava em um Bootcamp e, no horário do almoço, saí procurando um restaurante de comida mexicana, que gosto muito, e não encontrei. Aliás, aqui em Belo Horizonte, há poucos restaurantes com esta culinária. Foi então que vi a  oportunidade de criar um espaço gastronômico de cozinha mexicana”, relembra.

Investir é preciso

Como empreender vai além de simplesmente abrir um negócio ou criar um bom planejamento estratégico, Bruna de Almeida investiu e passou a fazer uma amostragem de sua culinária em festas para testar e aprimorar seus pratos. “Fiquei um ano atuando dessa forma. Mas, o ponto principal que desejava era ter um restaurante que atendesse os amantes da gastronomia texana-mexicana onde quer que ele estivesse, sem a necessidade de se deslocar até o local”, descreve.

Após viajar para o Canadá, onde viu a possibilidade de conciliar a comida que tanto aprecia com a praticidade da entrega por delivery, Bruna retornou ao Brasil convicta de que seu restaurante seria focado no atendimento delivery.   

“O ano era 2019. Juntei todas as minhas economias e mergulhei neste oceano empresarial. Foi muito desafiador, pois encontrei resistência num mercado onde a cadeia de fornecedores é tipicamente masculina. Ouvi frases como ‘mulher não consegue negociar’, ‘não vai durar uma semana’, entre outros comentários machistas”, relata a empresária.

Cozinhas para Centros Gastronômicos

Ter uma visão diferente para olhar em sua volta e avistar novas oportunidades para inovar dentro de um mercado que, muitas vezes, está estagnado, ou seja, explorar novas formas de ter lucro, foi o que impulsionou Bruna a seguir em frente. “O projeto Las Bambas foi todo baseado no delivery e este foi um dos motivos que nos fez crescer organicamente dentro do mercado de Belo Horizonte. Hoje, temos uma loja conceito na Pampulha (matriz) que, além de realizar entregas também atende no balcão. A outra loja fica no Centro Sul e atua 100% no sistema de entrega por delivery”, comenta.

Quando questionada sobre a vantagem de atuar com cozinhas em centros gastronômicos com foco em delivery – que são estruturas completas de cozinhas prontas, na qual só precisa instalar os equipamentos necessários para o tipo de restaurante e começar a operar -, Bruna é enfática ao afirmar que há várias razões para operar com este sistema. 

“O investimento inicial é muito inferior quando comparado com a aplicação que se tem que fazer ao começar o negócio do zero. Tem também a questão da infraestrutura e tecnologia especializada e pronta para o início rápido e ganho de eficiência na operação de um restaurante para delivery. Outro aspecto primordial é a maior capilaridade para que os restaurantes alcancem número ilimitado de clientes em sua cidade e expandindo para o resto do país, quando for o caso, via delivery”, enumera a diretora do Las Bambas.   

Tendência

O ponto alto do segmento envolve as estratégias, que vão da seleção dos insumos à mesa do consumidor, dispensando toda a estrutura física dos restaurantes convencionais. 

De acordo com a Statista, empresa especializada em dados mercadológicos e de consumo, apenas em 2020, o Brasil concentrou 48,77% do uso de delivery em toda a América Latina. A empresa, também, estima que o mercado de cozinhas para centros gastronômicos com foco no delivery, chegue a US$ 71 bilhões em 2027.

Mesmo que as pessoas gostem de sair aos fins de semana, também existe uma grande parcela que prefere receber pedidos no conforto de suas casas, por isso as cozinhas para centros gastronômicos com foco no delivery são uma tendência para o futuro, uma vez que o comportamento do consumidor está mudando com o desenvolvimento tecnológico, e assim, exigindo por serviços mais práticos e modernos de entrega e aquisição.

Marcia Bernardes
Marcia Bernardeshttps://ftnews.com.br
Jornalista, 20 anos de experiência, tendo passado por diversas redações de mídia impressa em Catanduva e São José do Rio Preto. Atuou nos principais veículos do Noroeste Paulista, incluindo o jornal Diário da Região. Jornalista de formação, designer por amor.
ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -spot_img

POSTS POPULARES