31.8 C
Catanduva
terça-feira, março 5, 2024
spot_img
InícioCulturaConcerto com mais de 250 vozes encerra Festival de Corais de Catanduva...

Concerto com mais de 250 vozes encerra Festival de Corais de Catanduva neste sábado

Chegou o final de semana do tão esperado concerto final do Festival de Corais de Catanduva, que nesta 9ª edição reúne mais de 250 vozes – um recorde para o evento, que nos anos de 2020 e 2021 foi realizado no formato híbrido, com uma parte on-line e outra presencial com formações reduzidas. Os convites gratuitos para a apresentação deste sábado, às 19h30, devem ser retirados no próprio Clube de Tênis de Catanduva, palco do concerto.

“Nossa expectativa é realizar um evento grandioso, com mil pessoas na plateia assistindo a um espetáculo de alta performance”, diz Marcela Milani, coordenadora do festival. Ela lembra que o grande diferencial do FESCC, em relação a outros festivais do gênero, é justamente o grande coral de encerramento, com todos os participantes cantando juntos um repertório único.

“Este ano, além das crianças e jovens do projeto de formação do FESCC, recebemos também corais do Paraná e de São Paulo capital”, ressalta Marcela, referindo-se ao projeto que proporciona aulas gratuitas de canto coral a crianças e adolescentes de Catanduva e cidades vizinhas, com incentivo da Secretaria Especial de Cultura do Ministério do Turismo do Governo Federal.

Entre as personalidades do cenário de canto coral que participam do evento este ano estão Eduardo Fernandes, diretor do Coral da USP (Coralusp); a pianista Juliana Ripke, que atua na Orquestra Sinfônica de São Paulo (Osesp); a regente Patricia Costa, que já ganhou o festival internacional Suma Cum Laude International Youth Music Festival; Reynaldo Puebla, diretor cênico argentino; Ângelo Fernandes, professor da Unicamp; e Silmara Drezza, coordenadora pedagógica dos corais do Instituto Baccarelli.

O evento

O FESCC tem por objetivo elevar o conhecimento e enobrecer o ser humano através do canto coral, em Catanduva e em todo o Estado de São Paulo, contribuindo para o refinamento da cultura brasileira. O festival não é competitivo. Em vez de premiação, visa a desenvolver a cultura local, estimular a prática do canto coral, colaborar na formação de novos grupos, incentivar a manutenção dos já existentes e democratizar o acesso à cultura no país.

Esta edição é realizada através da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, do Governo do Estado de São Paulo e conta com patrocínio oficial de Tietê Agroindustrial e Itaipu Transformadores.

Mariana Lachi
Mariana Lachi
Mariana Lachi - Jornalista com formação em Comunicação Social e Pedagoga. Experiência em um pouquinho de tudo: TV, rádio, revista, assessoria de imprensa e jornal impresso. Atua há mais de 20 anos com mídia.
ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -spot_img

POSTS POPULARES