18.5 C
Catanduva
domingo, abril 21, 2024
spot_img
InícioRegiãoMais de 2,9 mil pessoas ficam sem energia em Borborema por causa...

Mais de 2,9 mil pessoas ficam sem energia em Borborema por causa de pipa enroscada na rede elétrica 

Na manhã desta quarta-feira (21), mais de 2,9 mil clientes ficaram sem energia no município de Borborema, região de Catanduva, por causa de uma pipa enroscada na rede de energia. A ocorrência foi registrada na esquina da Rua Nove de Julho com a Antônio Flávio Simões, na área central, e resultou no rompimento de cabos de média tensão, provavelmente provocado por linha com material cortante. Apesar da gravidade da ocorrência, ninguém se feriu. 

O gerente de Operação da Energisa Sul-Sudeste, Tiago Luis Diório Sanches, explica que a prática de soltar pipas próximo à rede elétrica e utilizar material cortante configuram um risco muito grande para quem está no controle da pipa, para as pessoas que estão passando pelo local e para o sistema elétrico. 

“Neste caso de Borborema, a pessoa estava soltando pipa em local inadequado, a linha cortante partiu os cabos da rede de média tensão, que caíram nas ruas e calçadas. Graças à tecnologia, a Energisa possui um sistema de proteção que desligou o circuito de forma imediata, evitando incidentes”, expõe. 

Equipes da empresa foram direcionadas imediatamente ao local, isolaram a área para a segurança da comunidade e, após manobras no sistema elétrico, a energia foi restabelecida gradativamente. No entanto, uma parte dos clientes ficou sem energia por mais tempo, até serem concluídos os reparos dos cabos partidos. 

Risco à vida 

Energisa rotineiramente alerta a população sobre os riscos de empinar pipas próximo à rede de energia, cercas elétricas e antenas. No caso da rede elétrica, além de provocar a interrupção no fornecimento de energia para vários clientes, inclusive serviços essenciais, a prática pode ocasionar acidentes. 

Pela segurança de quem está brincando e também dos que estão por perto, o correto é empinar em parques, praças, campos de futebol e áreas rurais, longe de fios, cabos, torres e subestações de energia.  

Também não se deve soltar pipa nos dias de chuva ou tempo fechado, principalmente quando houver raios, porque eles são atraídos por pontos altos. “E a pipa, nessas circunstâncias, pode ser esse ponto mais alto, potencializando o risco de um acidente fatal”, enfatiza o gerente de Operação.  

Outra orientação é para que não tentem resgatar a pipa se enroscar na rede elétrica, nem usem fios metálicos ou nem papel laminado para confeccionar o brinquedo.

“Se encontrar um cabo partido por linha de pipa ou outras situações, mantenha a distância e contate a Energisa. E, se o cabo cair sobre o seu veículo, os ocupantes devem permanecer dentro dele, sem tocar nas partes metálicas, aguardando a chegada de uma equipe especializada da distribuidora, que irá realizar os procedimentos com a máxima segurança”, orienta Tiago.  

Mariana Lachi
Mariana Lachi
Mariana Lachi - Jornalista com formação em Comunicação Social e Pedagoga. Experiência em um pouquinho de tudo: TV, rádio, revista, assessoria de imprensa e jornal impresso. Atua há mais de 20 anos com mídia.
ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -spot_img

POSTS POPULARES