21.7 C
Catanduva
terça-feira, abril 16, 2024
spot_img
InícioRegiãoSão José do Rio PretoSaúde procura por pacientes com cadastro desatualizado

Saúde procura por pacientes com cadastro desatualizado

O Hospital Municipal de Rio Preto, inaugurado em setembro de 2022, está operando abaixo da capacidade por conta da dificuldade em confirmar os agendamentos com os pacientes cadastrados. De acordo com o secretário de Saúde, Aldenis Borim, os usuários não procuram as unidades para informar troca de número de telefone e endereço.

“Essa é a nossa grande e principal dificuldade. Nós temos uma estrutura pronta para realizar as cirurgias, com médicos contratados, mas falta paciente. Só hoje o Hospital Municipal tinha 100 vagas disponíveis, mas apenas 22 usuários foram localizados para realizar os procedimentos”, disse o secretário.

A orientação da Secretaria de Saúde para aqueles pacientes que já receberam a indicação cirúrgica e passaram por exames pré-operatórios é para que procurem a unidade de saúde mais próxima de sua residência e faça a atualização dos dados. A segunda medida que será adotada pela pasta é enviar agentes de saúde até o endereço fornecido pelo munícipe.

“Iremos dividir as regiões e usar os agentes daquele determinado bairro para levantar os dados. Caso o endereço fornecido na rede esteja incompleto, os profissionais vão tentar colher informações com a vizinhança”, detalhou Borim.

Aos moradores de Rio Preto que alegam falta de tempo para fazer as atualizações cadastrais, a Prefeitura vai disponibilizar um telefone para o serviço. Aldenis Borim explica que “inicialmente esses atendimentos serão feitos de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h. Um plantão será realizado neste fim de semana, dias 14 e 15, também das 7h às 17h, pelo telefone 0800 77 22 123.

O número de cirurgias represadas na rede, de acordo com o secretário de Saúde, é de 8 mil pacientes. Destes, apenas 40% dos contatos deixados nas fichas cadastrais estão corretos. A expectativa é atualizar os dados o mais rápido possível, evitando prejuízos ao Poder Público. “Temos um contrato com a Organização Social que administra o Hospital Municipal. Existe um número de cirurgias e, caso elas não sejam realizadas, a conta é paga pelo Poder Público”, completou o secretário.

Os pacientes que ainda não completaram o diagnóstico, com indicação cirúrgica, continuam sendo acompanhados pelo Centro Médico de Especialidades até que o quadro clínico seja fechado. Após esse processo, eles são encaminhados para os hospitais da cidade, de acordo com a especialidade e tipo de cirurgia.

As Unidades Básicas de Saúde de Rio Preto funcionam de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h. Os endereços podem ser consultados na página da Secretaria de Saúde: https://saude.riopreto.sp.gov.br/transparencia/.

Hospital Municipal

A área de internação é equipada com 78 leitos, dos quais 60 são rotativos, destinados às cirurgias eletivas, de média complexidade em várias especialidades e alta complexidade em oftalmologia. Tem 10 leitos pós-anestésicos, três leitos de indução anestésica e cinco salas cirúrgicas para especialidades e duas exclusivas. A instituição atua em especialidades como ortopedia, otorrinolaringologia, ginecologia e cirurgias gerais, além das oftalmológicas.

O valor do investimento foi de quase R$ 50 milhões, sendo R$ 24 milhões gastos na construção, através da alienação de um terreno de 145.665,37m2, no Distrito Industrial, em troca da obra completa. A concorrência pública foi vencida pela Constroeste.

Outros R$ 23 milhões foram viabilizados através de verbas públicas, federais e estaduais, destinadas ao mobiliário e compra dos equipamentos médicos e cirúrgicos. O município investiu recursos para adequações do projeto básico.

Telemedicina
O serviço em Rio Preto está disponível de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h para agendamentos. Os atendimentos médicos após o agendamento são realizados de segunda a sexta-feira, das 7h às 22, e aos sábados e domingos das 7h às 17h. O telefone é o 0800 77 22 123.

Mariana Lachi
Mariana Lachi
Mariana Lachi - Jornalista com formação em Comunicação Social e Pedagoga. Experiência em um pouquinho de tudo: TV, rádio, revista, assessoria de imprensa e jornal impresso. Atua há mais de 20 anos com mídia.
ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -spot_img

POSTS POPULARES